terça-feira, 25 de abril de 2017

Noticias dA barriga

Fui a 2 sessão com a fisioterapeuta/ personal trainer.
Acho que o trabalho que ela faz comigo é mais de personal trainer do que de fisioterapeuta e dai se chamar fisioterapia avançada.
O inchaço estava visivelmente melhor, já se notavam os contornos dos abdominais e ao fazer o hipopressivo a barriga já conseguia ir mesmo até ao fundo e ficarem as costelas a vista.
"Muito bem disse ela".
" notou diferenças?"
Tinha notado. Nos dias seguintes a massagem abdominal que ela fez, senti a barriga desinchar, senti menos pressão e senti-me mais leve.
Perguntei-lhe quantas sessões precisava e fiquei contente quando me disse que apenas com 6 resolvia o assunto.
"Resolvia o assunto".
Quero muito resolver este assunto da barriga, estou farta dele.
Trouxe uma lista com exemplo de refeições boas para a barriga ou para perde-la.
Estou a fazer progressos que já se fazem notar.
Esta semana perdi 3,5kgs porque a baby esteve/ ainda está doente mas gracas a deus ja esta a recuperar .
Mãe sofre muito quando os babys estão doentes, basta uma febre e instala-se o pânico e eu nervosa não como e o que como gasto com nervos.
Dia 6 tenho nova sessão, no próximo post vou tentar colocar foto da barriga.
LOve u all

quinta-feira, 6 de abril de 2017

Bad mood

Fui a consulta com a fisioterapeuta para avaliar a diástase. Ia toda animada a pensar que  finalmente ia perceber o que se passa com a minha barriga, mas sai de lá a pensar que sou uma incompetente na matéria de avaliar barrigas e principalmente a minha.
Em primeiro lugar a medica quis saber porque lá fui, disse-lhe que tinha diastese abdominal provocada pelas barrigas grandes da gravidez e por mais exercícios q faça a barriga não desaparece e por isso a consultei.
Em segundo quis saber se eu fazia exercício, qual e quantas vezes.
Disse lhe que não fazia tanto quanto gostava, e que apenas quando podia e isso era 2 ou 3 vezes por semana seguidos de longos períodos sem fazer nada.
Depois perguntou me o que costumava comer, se bebia leite e derivados , se comia muito pão.
Disse lhe que regra geral cortava os carbohidratos, bebia leite apenas ao pequeno almoço comia iogurtes mas trocava os pelos de soja.
À medida que eu ia falando ia me apercebendo que era patético dizer q fazia exercício quando neste momento são maiores os períodos sem fazer nada, depois pensei ser patético estar a dizer  que faço uma alimentação baseada em legumes e frutas e sem carbohidratos quando por vezes , ponho me a comer sushi ou pizza ou francesinhas.
Passamos a avaliação.
"Não vejo diastase, quando contrai os músculos eles juntam-se, OK fica uma fenda de um dedo para cada lado mas isso não é considerado diastase, já tive pessoas que tinham autenticas janelas que inclusive sentiam se os intestinos e as vísceras a aparecer por ali."
Perguntei lhe então se o que tinha era gordura e ela disse que não, que lhe parecia que tinha pouca massa muscular naquela parte e flacidez pela barriga ter aumentado muito, mas que não era nada de especial porque tinha pessoas que a barriga cresceu tanto que fazia dobra em baixo.
Deveria ter ficado contente por ela não me achar um caso impossível ou difícil mas não sei porque fiquei focada no facto da flacidez e de me lembrar na minha barriga perfeita de antigamente, achei me um fracasso.
Entretanto ela resolveu mandar me para a balança para ver a massa gorda e a massa muscular e o peso.
Fiquei pior, quando vi 54 kgs na balança digital!! E ao contrario do que ela achava indicava gordura a mais.
Para mim era o suficiente bastava ver 54 que já era gordura a mais, senti me pior.
Depois disse me que se calhar eu fazia dietas muito severas e estava a queimar massa muscular.
Pensei dizer lhe que se fizesse dietas muito severas não teria aquele peso mas calei-me.
Passamos finalmente aos exercícios e ai eu relachei, foi mesmo intenso e deu me a sensação de estar nas maos certas.
Quando terminou disse que bastava fazer 1 vez por semana.
Pensei que a coisa seria pior, que me dissesse que nem com 3 vezes por semana resolvia, mas não, bastava uma vez por semana!
Vim me embora mas sempre a pensar quando ia para o ginásio e tinha os abdominais perfeitos e não havia ninguém que me dissesse o contrário e agora estava ali a pedir a alguem que me resolvesse aquele problema.
Tive vontade de não comer nada , fiquei sem saber o que comer , já que me disse que  a forma como me alimentava estava a queimar me massa muscular.
Queria voltar a ter tempo para o exercício físico.

Entretanto esta má disposição tem um nome : cabelo.
Ha duas semanas resolvi visitar a cabeleireira para cortar as pontas do cabelo, andava toda contente a fazer beach waves e estava com o cabelo enorme e andava contente com isso.
Esqueçam.
A cabeleireira lixou tudo, para alem de ter cortado demais não sei que lhe fez, não ficou a direito como eu queria, simples certo a direito, fácil fácil.
Não, não sei como fez aquela merda e tem algumas pontas mais acima em algumas zonas.
Fiquei furiosa, tirou me a estabilidade toda apetecia me fazer sei lá o que de cada vez que me lembro.
Cada vez mais acho que muitas vezes o meu humor esta diretamente ligado ao estado do meu cabelo.
Esperemos por good hair days para breve.
LOve u all

Se leram até aqui, obrigada!
Foi um grande desabafo!!!!

sexta-feira, 31 de março de 2017

Whole 30

Não se iludam, nesta foto tirada hoje, eu estou sem respirar e a encolher a barriga para que ela fique colada as costas e claro está, durante um exercício hiperpressivo.
A boa parte, é que há um mês atrás, nesta mesma posição, ainda havia saliência, a parte menos boa é que se soltar a respiração, a saliência apesar de menor ainda se nota.
As barrigas gigantes em cima, a da esquerda da 1°gravidez e a da direita a da 2°, são para contrastar e para verem como o meu corpo teve de esticar das duas vezes e o que apesar de tudo já encolheu.Tudo sem uma única estria (bendita genética).
O problema aqui ainda é a saliência e isso só quando fechar por completo a fenda abdominal que se abriu para as barrigas crescerem é que vai desaparecer, mas para isso marquei consulta para esta semana numa clinica especializada em exercícios para o efeito, vamos ver como corre e o que me vão dizer, se ainda é possível ou se não.
Este mês que chega hoje ao fim, foi o mês das decisões, para além disto tomei também a decisão de fazer exercícios em casa para além dos hiperpressivos, faço 30 minutos de exercícios aeróbicos dia sim dia não e tem sido maravilhoso voltar a essa rotina.

Na semana passada li no blog "perfeita magreza" algo que desconhecia, o "desafio whole30".
Quem me acompanha aqui sabe que tudo que inclua dieta saudável me faz arregalar os olhinhos e claro está não descansei enquanto não fui pesquisar.
Não achei  muito diferente do que já costumo fazer,  apenas tinha de cortar os lacticínios e a soja que era algo e é algo que ainda não consegui cortar totalmente, todo resto já eu cortei há muito.
Pensei começar no dia 01/04 mas não consegui esperar e comecei logo depois de ler o programa todo.
O problema foi que nos primeiros 3 dias sem comer pão (q comia ao pequeno almoco apenas)leite e substituir por frutas ou iogurte de soja( não consigo cortar os iogurtes de soja) e depois de já não comer arroz nem massa, e só legumes ao almoço e jantar, tive algumas tonturas (não sei se por ter feito exercícios sem lanchar) e fiquei também bastante acelerada, com o coração a mil.
Fiquei um pouco preocupada e acho que se calhar não vou poder cortar assim tanta coisa (leite, pao)mas todo resto estou a levar certinho.
E os resultados já estão à vista, sinto me muito mais desinchada, mais leve, e contente por estar a fazer algo por mim.
A meta é ficar com a barriga de hoje mas a respirar normalmente.
Quando chegar lá, posto foto.
LOve u all

segunda-feira, 20 de março de 2017

No food

Não me venham com tangas, a barriga diminui se não comermos nada!
Dito assim parece algo muito radical, OK talvez seja, não me interpretem mal, não quero dizer que passar fome é o remédio, não é, mas já comprovei que isso acontece comigo se não comer, o problema aqui é como comer corretamente e manter na mesma este efeito.
Na semana passada, não sei muito bem o que me fez mal, se um iogurte fora de prazo, se beber água ao fazer a digestão, o certo é que passei mal e a comida não era bem vinda nesses dias.
Foram quase 3 dias a beber chá e a comer torradas sem nada, ou uma sopa super leve, e leve foi como eu fiquei.
A minha barriga ficou tão colada as costas que me saiu de imediato pela boca fora:" vês, o segredo é não comer" disse eu ao love, ele olhou para mim e disse: " sim se não comeres não se cria ar e a barriga não dilata mas tens de comer..."
É claro que tenho de comer, ninguém sobrevive de outra forma, mas então o que devo comer para ter este efeito??
Não posso viver de chá e pão torrado e sopa leve, no 2 dia já me sentia tonta e sem energia e uma forte dor de cabeça, também derivado ao que se passou, mas quando comecei a comer mais qualquer coisa senti me melhor.
Foram 3 dias de desintoxicação, fosse do que fosse que me fizera mal, mas fiquei a pensar que deve haver forma desta barriga se manter lá, colada as costas, tem de haver.
Por outro lado procurei uma clinica de fisioterapia para avaliar a minha diastase, talvez marque consulta.
Não quero a saliência, quero saber se é diástase, se é gordura, ou o que é.
Continuo com os hiperpressivos , o próximo passo é voltar ao ginásio, talvez passe num perto de casa para saber preços.
Alguma coisa tenho de fazer, é preciso fazer, já só falta isso, FAZER.
LOve u all

sexta-feira, 10 de março de 2017

Mais olhos que barriga

Tenho 3 meses para ficar um palito.
Sim, um palito, leram bem.

Há 2 semanas fui com os babies as vacinas no c saúde.
É horrível levar os babies às vacinas, é horrível ter de os segurar enquanto alguém lhes espeta uma agulha, é horrível ouvi-los chorar, é horrível fazer parte daquilo , mas tem de ser ,todos sabemos que sim.
Depois de ter postos os meus babies a chorar e a mim de coração destroçado, a enfermeira perguntou como habitual no seu tom despreocupado ": quanto pesa?"
A pergunta do costume, a pergunta que quase me faz sempre perguntar de seguida:" aqui ou na minha balança? Com roupa ou sem roupa?"
Sim há diferenças terríveis.
Disse lhe que pesava pouco mais de 50 kgs na minha balança mas não me livrei de ter de subir para a balança do seculo passado que tinha no consultório.
Começou por por o peso nos 60 what???
"Que está a fazer?" perguntei assustada!
Não me respondeu, tirou dos 60 e pos nos 59 e foi descendo, parou nos 55, "54" fica contente assim?" perguntou.
"Claro que não " respondi," esta balança não gosta de mim, está visto"!!
"Qual é o seu problema ?" perguntou ela aborrecida, "acha muito? Você está elegantíssima" " olhe eu peso 60, acha-me gorda?" "não me diga que me acha gorda?"
Não lhe respondi, ela não é gorda, mas a questão aqui não era ela, era eu e eu não quero ser elegante, quero ser MAGRA.
MAGRA.
Quando saímos sai de lá triplamente deprimida, pelos babies e pela porcaria do peso.
Disse ao love em tom de desabafo: " ela não é gorda,  mas eu não quero nunca o peso dela, nem este" ele sorriu e disse" sabes que o que conta é a nossa balança, tu estás bem"
Não quero pesar 55 quilos vestida nem naquela balança nem em nenhuma com ou sem roupa.
Quero subir a qualquer balança e pesar abaixo disso, com ou sem roupa.

Passaram-se 2 semanas quase 3 e nada de doces de batatas nem arroz nem massa, muita água e exercícios hiperpressivos todos os dias pela manha .
Noto algumas diferenças, as costelas mais de fora.
Tenho 3 meses para ficar um palito, 3 meses para me preparar para o batizado da baby, para a festa e para vestir este vestido.
Já o comprei, trouxe um M e um S para experimentar o M boiava o S está bem e não fica justo mas quero que fique ainda mais folgado.
Tenho 3 meses para que a barriga fique para dentro escondida algures colada as costas se possível.

A primeira coisa que se verifica quando emagrecemos é que os olhos parecem maiores.
Mais olhos que barriga
Este será o lema.
Operaçãobatizado

Here I go ...
LOve u all

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

"Agora não podes engordar ..."

...para não acumular gordura nesse sitio"...

Tem dias em que acho que para mãe de 2 e com uma ainda apenas com 7 meses, não estou nada mal, estou muito bem até.
Desculpo-me, perdouo-me, não me crucifico, não me julgo por cometer um deslize aqui e ali, olho para mim e até acho que não devo ter vergonha do que vejo, acho até que é pecado pensar tal.
Tem outros dias que me massacro constantemente, acho que já se passaram 7 meses e deveria ter feito mais exercício, ter-me esforçado mais, ter apostado mais na dieta, ter fechado a boca mesmo naqueles momentos que sei que se contam pelos dedos das mãos, olho para mim e só vejo defeitos, olho e não gosto, olho e penso:"como vais vestir um biquíni assim" "shame on you".
Ontem apenas pensei:" para conseguir algo que nunca se conseguiu é preciso fazer algo que nunca foi feito".
Deixei-me de lamentações e pus mãos à obra.
Vesti os calções e o top e registei o momento (ver foto )
Esqueci o antes, o ontem, o que fui, o que foi o meu corpo.
O momento para fazer alguma coisa é agora.

A esteticista, senhora simpática, disse-me este sábado: " tens mesmo uma fenda abdominal, já vi algumas mas em barrigas que em nada se comparam com a tua, a tua mal se nota e ainda só passaram 7 meses, no entanto não podes engordar para não acumular gordura nesses local".
Ao que eu respondi, baixinho.
"Minha senhora, eu não posso engordar" ponto final parágrafo.
Não posso engordar.
Fim de conversa.

LOve u all



segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Inspiração

Nos abdominais hiperpressivos o mais importante de tudo é a respiração.
Basicamente anda tudo à volta disso mas mais importante ainda é a inspiração.
Quando inspiramos, devemos tentar "colar o umbigo as costas" e manter assim, sem respirar durante o tempo que conseguirmos.
Esta é sempre a altura em que mais gosto da minha barriga, quando está colada as costas de costelas para fora fora e umbigo para dentro.
Gostava de conseguir aguentar assim o tempo suficiente para que se tornasse real aquela imagem momentânea de uma barriga sugada, quase que lipoaspirada, mas ficar assim sem respirar muito tempo era coisa para cair pro lado a qualquer momento.
O bom destes exercícios é que os podemos fazer a qualquer altura em qualquer momento e varias vezes ao dia não é nada de difícil, basta fazer 3 respirações normais e na terceira quando inspiramos travamos a respiração para sugar a barriga toda lá para dentro.
Faço-os de manhã antes do banho, virada para o espelho e continuo enquanto seco o cabelo ou me estou a vestir.
A inspiração é importante, porque é ela que vai transformar a barriga naquela imagem melhorada no espelho.
Na realidade a inspiração é importante para tudo na vida, começar o dia com uma boa dose de inspiração é o bastante para que o dia todo nos corra bem.
A inspiração, sempre a inspiração, quer queiramos quer não, é sempre ela a responsável e que nos faz correr pela imagem que queremos ver refletida no espelho.

Love u all