quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Christmas

Tenho estado muiiiito ausente e o Natal já está aí à porta.
Este terá uma vez mais um gostinho especial porque em vez de 1, tenho os meus 2 babys para comemorar e isso torna tudo especial e faz-nos sentir mais  mais próximos do verdadeiro sentido do Natal, como se voltassemos à nossa infância e vivêssemos com a mesma intensidade esta época e por isso muito mais felizes também.

Em contraste com isto, pensei que este ano e este Natal acabassem mal, pensei que fosse demasiado negro e vi de novo a escuridão perto de mim.
Foi diagnosticado um problema à minha irmã mais velha e foi um sofoco.
A coisa não é boa, mas ficamos a saber que não é tão mau quanto poderia ser e só isso foi um alivio.
Então consegui voltar a respirar de alivio.
E é altura de festejar e também perguntar:
O que queremos neste Natal?
O que queremos para o Novo Ano?
O que queremos e o que é verdadeiramente importante?
Saúde! para nós e para os nossos.
E claro meninas, comer pouco, porque ninguém quer iniciar o Novo Ano sem caber nas calças.
Ahhh estou de volta e em breve começo a postar aqui as minhas metas, exercícios e resultados.
Agora um ótimo presente de Natal : a minha banda favorita (os Him) estao de volta a Portugal já no próximo ano e já reservei bilhetes uhuhuhu
Por isso este é bom preságio de que o próximo Ano tem de ser bom.
E era só isto.
Merry Merry Christmas to all of you
LOve u all
As always

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

"Em caso de dúvida quero sempre pouco, muito pouco"

Já passaram 2 semanas desde que regressei ao trabalho e ainda não tinha tido tempo para cá vir.
Obrigada pelos vossos comentários é bom saber que ainda tenho quem me venha visitar <3
Lia saudades tuas também, obrigada pelas tuas sempre simpáticas e agradáveis palavras :) <3
Meninas não fiz os exercícios logo ao acordar ,como tinha dito que ia fazer.
Shame on me!!!
A verdade é que uma coisa é estar em casa e outra é regressar ao trabalho e se a baby não dormir bem de noite a coisa é pesada logo não deu para ter essa disciplina.
Mas vai dar, vou ter de criar um método para poder levantar mais cedo e vou faze-los.
Apesar disso, não aumentei de peso yeahhh, aliás tenho as calças 36 a sobrar.
O ritmo, o stress, as saudades da baby fazem isso, no entanto continuo com "aquele" bocadinho junto ao umbigo e apenas os abdominais hiperpressivos serão capaz de acabar com isso, por isso mesmo tenho de arranjar uns minutinhos para os fazer.
Esta semana mal regressei ouvi coisas do gênero :"já voltou? Como é possível? Ninguém diria que teve um bebé!!! "
Fiquei feliz.
Ao almoço, voltei aos pratos com saladas e só carne e peixe e os comentários eram: "esta menina não come nada como é possível"!!
Num dos dias, a senhora que me enchia sempre o prato,já cansada de passar a vida a ter de "despejar" comida na hora de me entregar o prato, resolveu perguntar primeiro:" como vai querer isto?" ao que eu respondi: " Em caso de dúvida quero sempre pouco, muito pouco".
Fazer o quê?? Esta sou eu e esse é o meu segredo :)
LOve u all
P.S. eu na foto

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

It's all tears

Está a chegar ao fim, segunda feira regresso ao trabalho.
Esta última semana foi a pior.
Lembro-me deste mesmo dia, o ultimo, quando foi do baby, chorei, chorei, chorei, queria não voltar ao trabalho, considerei mil vezes a hipótese de deixar de trabalhar, mas depois cai na real, era impossível.
Desta vez chorei varias vezes ao longo desta semana mas silenciosamente, naquele momento em que o love saia para o trabalho e o baby para o colégio.
Ficava ali agarrada a baby, sozinhas, em casa.
Estes últimos dias, talvez por ser outono, talvez por os dias serem escuros mais cedo, ou apenas por serem os últimos , tenho estado mais em baixo.
Ontem mesmo tinha vontade de ficar agarrada a baby o tempo todo e não fazer mais nada, ficar apenas a ve-la a abraça-la, a aproveitar o momento para que ele como tantos outros pudesse não fugir.
Mas o caminho é para a frente, e apesar de tudo ,tenho de pensar que estes meses foram muito bons, tive mais dias de praia e de sol do que em todas as férias de que me lembro.
Aproveitei muitos dias com os babys e o love e foi mesmo muito bom.
Segunda feira volto à rotina e já pensei em algo de bom para começar o dia, para fazer a diferença, para me dar algum animo, começar o dia com os meus exercícios de ginastica.
É isso ,vou fazer um sacrifício e faze los antes do banho, para começar em grande. Já que é para iniciar um novo ciclo, que seja positivo.
Estou com 50,5kgs, não estou triste com o meu corpo, pelo contrário, mas tenho ainda um bocadinho para perder junto ao umbigo e vou perde-lo.
Wish me luck
LOve u all

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

50,5kgs

Olá olá
Tenho estado muiiiito afastada daqui, mas sempre com as minhas metas, objetivos e sonhos muito juntinho.
Por uns tempos achei que não valia a pena escrever, não sei bem porquê, preocupava-me sempre em conseguir aquilo a que me propus mesmo não vindo cá, mesmo não postando fotos com inspirações, mesmo não relatando o que estou a fazer neste momento para alcançar o que pretendo, mas nunca Cruzei os bracos e este tempo todo estive a trabalhar nisso.
Criei uma rotina, acordar cedo fazer os meus exercícios antes de tudo e comecei a sentir que estava a caminhar no sentido correto.
Pedi conselhos a um pt que tenho na familia, sobre quais os melhores exercícios para diminuir a diastase e instalei aplicações no telemóvel que me obrigam a faze-los diariamente.
A coisa não está facil , junto ao umbigo ainda tenho saliência o resto já esta tudo no sitio e não há nada que queira mudar senão esse acumulado junto ao umbigo, já nem preciso perder mais peso, só essa porra da saliência.
Estou com 50,5kgs , o peso que cheguei a ter antes de pensar engravidar e de que muito me orgulhei e mesmo estando ainda amamentar consegui alcança-lo.
A baby está gordinha e grande e 4 meses já passaram a correr, não tarda nada vou começar de novo a trabalhar e nem quero pensar em deixa-la.
Tudo isto para dar noticias, agradecer os comentários e dizer que a dark sweet continua na luta e continua por aqui, sempre por aqui...
LOve u all
as always <3

sexta-feira, 5 de agosto de 2016

52 kgs

(foto: eu agora)
 
Estamos no pico do verão e ainda não fiz um único dia de praia.
Estou, como costumo dizer, em "prisão domiciliária" com a baby.
O Love terminou a licença e começou a trabalhar há 2 semanas e o baby está no colégio, por isso as miúdas estão sozinhas em casa com este calorão, e que calorão...
Farto-me de sonhar com as férias que ainda estão para vir, com a praia, com o sol,com o nosso local de férias favorito e não vejo a hora de chegar esse dia.
E enquanto espero, apanho sol no terraço, que também é muito bom.
Nestes dias, sozinha, com a baby, não tenho muito tempo para as refeições e também não tenho muito apetite, por isso tem dias que o almoço é um iogurte de soja e alguns litros de água.
Estou nos 52kgs, a minha barriga ainda está com uma meia laranja junto ao umbigo, não está perfeita nem pode estar porque ainda não fiz nenhum exercicio , mas tenho de reconhecer que para 7 semanas depois do parto está ótima.
Segunda feira começo coma ginástica pós parto e vai ser feita uma avaliação da diástese ( separação dos musculos abdominais) para me informarem que tipo de exercicios são próprios para mim.
Vou fazer questão de perguntar tudinho sobre como perder o que me resta para quando for de férias estar pronta para vestir o meu biquini.
Tinha saudades disto, do blog, de escrever, de vos ler.
Quero muito fazer esta viagem de volta a meta, de volta aos 49kgs.
Quem quer acompanhar??
LOve u all


segunda-feira, 11 de julho de 2016

Muitas casas a esquerda


Desculpem a ausência mas o blogger no telemóvel não funciona muito bem.
        A baby nasceu!
A apressadinha resolveu sair cá para fora 2 semanas antes do tempo.
Correu tudo muito bem, ela é linda e estamos todos apaixonados.
Foi tudo diferente da primeira vez, a gravidez, o parto,a recuperação, a única coisa igual foi o sentimento, a felicidade gigante, a mesma emoção.
Terminei a gravidez com 67kgs e uma semana depois estava nos 55 e toda a roupa já me servia.
Fartei- me de ouvir elogios por isso e fiquei contente, claro que fiquei contente.
A minha barriga era gigante mas nunca me preocupei se iria voltar ao lugar logo ou não, depois pensava nisso.
Não foi preciso pensar muito, ao fim de uma semana já não se notava.
Desta vez usei cinta pos parto e creme adelgaçante e isso também fez toda a diferença.
Hoje, 3 semanas depois, com os meus shorts favoritos ou jeans 34 e ainda sem poder fazer qualquer tipo de ginastica, sinto-me quase quase em forma e a balança marca 53.
Finalmente tenho visto a minha balança seguir na direção pretendida, á esquerda, tem- se deslocado muitas muitas casas a esquerda.
E estamos bem, isso é o importante .
No próximo mês já começo a ginástica pos parto e espero reduzir ainda mais.
Sempre quis que fosse assim, estou contente.
Voltarei para dar novidades.
Até lá...
Love u all

sexta-feira, 6 de maio de 2016

Elegante


Quando nos lembramos da palavra Elegante, pensamos para além de alguém bem vestido e distinto , inevitavelmente em alguém MAGRO.
Não me lixem, é nisso que até pensamos logo em primeiro lugar, eu pelo menos penso.
E todas queremos ser elegantes...

Na consulta desta semana deixei-me de coisas e quando a enfermeira disse para eu subir à balança disse pela boa fora:"ai meu Deus agora é que vai ser.."
Como de costume ela ficou admirada e respondeu:" Ai meu Deus porquê? Qual é o problema? Está tão elegante, é uma grávida tão elegante, de que tem medo?"
Não me contive mais e atirei: " Pois diga isso ao Dr., a enfermeira diz que eu estou elegante, nunca me disse que engordei muito, mas o Dr. faz questão de me lembrar sempre que ahh e tal olhe que depois não é fácil emagrecer, veja lá...
Se ele soubesse a minha preocupação com o peso...."
A enfermeira ficou a olhar para mim admirada, na verdade até eu estava admirada por ter dito isto, o Love também me olhava mas sem espanto e então ela disse:
"Pois diga ao Sr Dr que é normal as grávidas engordarem, se ele não sabe deveria saber e quanto mais magra a grávida for antes de engravidar, mais deve engordar na gravidez ,porque o corpo tem de se preparar para gerar um bebé e amamentar etc. por isso diga-lhe que se deixe dessas coisas, porque ainda por cima ,você não engordou nada de mais..."
O certo é que o Dr. não me disse nada nesse dia e fiquei de novo admirada, provavelmente chegou a conclusão que o facto de eu estar grávida de 8 meses e pesar 63kgs não é mesmo nada por aí além, talvez se eu começasse a gravidez com 63kgs e terminasse com 70 ou 80kgs fosse de preocupar, e olhem que conheço muitos casos assim, conheço até quem diga que 63kgs não era sequer o peso antes de engravidar e nem o peso depois disso......por isso, não me lixem e deixem-me desfrutar.
A baby está bem.
Eu estou bem.
O Dr.ainda não me mandou descansar, o que me apetecia já bastante nesta altura.
Esta semana ofereceram-me 5 minutos de ecografia emocional e pude ver o sorriso da minha baby, fiquei nas nuvens, outra vez.
Não vejo o dia de a ter nos braços e lhe vestir tudo que lhe ando a preparar.
Não durmo bem, tenho azia e caimbras nas pernas durante a noite, levanto-me de 5 em 5 minutos para fazer xixi mas estou feliz e sei que até disto vou ter saudades um dia...
As aulas de preparação para o parto estão a ser óptimas, estou adorar passar por tudo de novo outra vez, mesmo que ás vezes pense que da primeira vez tive muito mais tempo para desfrutar da gravidez e estar 9 meses apaixonada pela minha barriga e agora por vezes quando dou conta já passou mais uma semana, a correr.
Ainda me faltam umas 7 ou 8 semanas.
Só quero que tudo corra bem e que a baby tenha saúde.
Rezem por mim.
LOve u all 


sexta-feira, 29 de abril de 2016

Another day in paradise..






Hoje é aquele dia que tanto gosto...
Foi uma semana emocionante e das melhores ultimamente..
Começou com um fim de semana prolongado,3 dias, cheios de sol e calor que tanto andava a precisar, e deu para : entre dedicar-me a "brincar as bonecas" escolhendo as roupinhas que vou levar para os primeiros dias da baby ,com algumas compras á mistura (e tantas outras que ainda há para comprar), mais a decoração do quarto que já está em andamento e todas essas coisas que eu adoro no diz respeito a esta altura em que o grande dia se aproxima, ir á praia e relaxar, passeios a beira mar ou ver filmes e comer pipocas com o baby enquanto o love se dedicava a pintar de branco tudo e mais alguma coisa que lhe pedi para o quarto da baby.
Foi bom.
Depois veio mais um dia de consulta e aquele ficar nas nuvens que se segue ao ver que está tudo bem, depois de nos deliciamos a vê-la abrir e fechar a boquinha no ecógrafo, para nós.
Seguiram-se as aulas de preparação para o parto que têm sido fantásticas e na última até fizemos uma aula parecida coma as de zumba, com os pares á mistura o que deu para rir muito, porque fazer aqueles movimentos sensuais e sentirmos-nos umas pequenas baleias é de rir, e terminou com uma massagem dada pelos nossos loves com óleo e que me deixou quase a dormir, dado o cansaço dos últimos dias, o stress e o precisar tanto de algo tão bom como isto.
Foi bom.
E está aí mais um fim de semana à porta, com sol e calor como se quer.
Espero que esta sensação dure muito, esta sensação boa.
Esta semana tenho mais uma consulta, daquelas em que vou ter de subir à balança e vai ser bonito...
Não tenho comido muito, a comida não cai muito bem , na gravidez do baby tinha muita fome, desta vez tenho muito medo do que como porque tudo me faz ficar mal disposta, mas mesmo assim sei que engordei de certeza.
Não quero saber...penso no peso depois...
A baby já pesa 1748 gr e isso é muito bom...
Estamos nas 32 semanas ,já só faltam 7 ou 8 ...
Passou tão depressa...
Love u all

(The girl-a caminho dos 8 meses, the babys and the paradise- 
ahh e os meus calções favoritos que sem ser de grávida e o nº36 ainda servem por sinal :) )






segunda-feira, 18 de abril de 2016

Coachella I LOVE YOU



Não há muito a dizer...depois disto, depois destas fotos com que sou bombardeada este fim de semana e no próximo, para me lembrar que cada vez mais gostava de ir a um festival como este..
Eu sou de festivais, de música, de verão, de grinaldas de flores na cabeça, de descontracção  ...
E estas imagens são muito inspiradoras..
No ano passado ainda consegui por os pés num festival (lembram-se?) este ano ,talvez, se arranje um concerto no inicio do próximo mês e não vejo mais nada para este verão porque a baby nasce em Junho e isso já é algo ENORME e BOM,  e também será um grande festival mas de choro e fraldas e dias sem dormir..é outra onda mas igualmente boa, espero.
No entanto as imagens do coachella deixam-me sempre inspirada, principalmente os looks que podemos sempre adoptar para o nosso verão...
Bem, espero poder voltar a usar os meus shorts favoritos depois da baby nascer e não ter de esperar muito para que isso aconteça.
Um destes dias até sonhei  (imaginem!!) que a baby já tinha nascido e eu estava a ver a minha barriga toda tonificada e colada, mesmo de sonho... e só em sonho mesmo!!!
Este fim de semana deu para dar um saltinho à praia e ficar ali a deliciar-me com o cheirinho a mar e a trazer um pouquinho de sabor a verão apesar do frio, foi bom, muito bom.
Espero mais dias bons..
LOve u all



quarta-feira, 13 de abril de 2016

F I N A L M E N T E


A semana passada foi angustiante.
O baby chegou aos 40º de febre. Entre 3 visitas ás urgências, 2 antibióticos, nebulizações, noites mal dormidas e outras tantas só para verificar 30 vezes se ele estava bem, foi terrível,.
Aliás, isto é o pior de ser mãe: não ter poderes sobrenaturais para curar os filhos aos primeiros sintomas.
Foi uma semana de pouco ou quase nenhum apetite.
A coisa descambou no domingo, quando o baby já estava quase recuperado e as visitas resolveram trazer doces.
Doces, esses filhos da mãe que as grávidas tanto gostam e que devem evitar a todo o custo..
Não pude evitar e comi até ficar mal disposta.
Não sei em quanto vai o meu peso, não tenho feito as aulas de ginástica em casa, mas as roupas ainda servem apesar de me continuar a sentir gigante.
Não me sinto espetacular como na gravidez do baby, tenho de admitir que essa deve ser  uma das diferenças que tantos apregoam sobre gravidez de rapaz vs gravidez de rapariga e que eu tento negar a todo o custo por achar que são parvoíces e crenças populares.
Para ajudar a festa estou de relações cortadas com o meu cabelo, estou farta dele, não lhe falo, não lhe ligo, só não o corto porque curto está ele e parece não querer crescer desde a última vez, tudo a ajudar ...na (des)construção da imagem.
Queria muito este  cabelo da foto,
Não posso ter esse cabelo da foto.
Paciência, tenho meu, é o que é..
E agora as coisas boas, finalmente..
Começaram ontem as aulas de preparação para o parto.
Revivi o parto do baby, o momento mágico, a maior sensação de felicidade alguma vez alcançada, os dias maravilhosos que se  seguiram, a felicidade que transborda desde o primeiro instante.
Agarrei-me a essas imagens na minha cabeça.
Por vezes conseguimos tão bem ir buscar coisas más e tão poucas vezes nos lembramos das boas.
Quero viver toda essa magia e felicidade de novo.
Quero que seja assim tão bom...
Quero que isso dure para sempre..
Ainda não começaram as aulas práticas, estão para breve, mas já começo Finalmente a fazer qualquer coisa de novo...
Finalmente alguma coisa de novo ..
E de bom.

LOVe u all

segunda-feira, 4 de abril de 2016

Mimos


No boletim do babycenter para esta semana de gestação- 28ª, dizia em letras gordas :"Pensamento da grávida: ESTOU CADA VEZ MAIS GIGANTE".
Sim, é esse o pensamento, mais a baixo dizia :" A maior parte das grávidas adquire um total de 5 kgs nesta fase final".
Agarrei no telemóvel e disse ao Love:" Estes fulanos são muito simpáticos, começam por dizer que o pensamento nesta altura é que estamos gigantes e depois ainda carregam mais na ferida para dizer que podem vir pelo caminho ainda mais 5kgs até o final ".
Ele sorriu.
Eu sou uma exagerada com peso, quer esteja grávida quer não, quanto a isso não há nada a fazer.
No mesmo boletim para esta semana dizia que a grávida devia dedicar algum tempo para si, fazer as unhas, ir ao cabeleireiro, fazer uma massagem, comprar algo para ela ou para o bebé.
Ontem resolvi por-me a mexer nesse sentido.
Comecei por fazer uma aula de ginástica, preparei o quarto, vesti-me a rigor, registei o momento e verifiquei que os meus calções favoritos ainda me servem bem, o top também e o que mudou até aqui foi a barriga gigante.
Preparei o pc levei o baby comigo e comecei a aula.
Tive de interromper várias vezes porque o baby ao ver aquele barrigão de fora só queria dar beijinhos na mana, o que me deixa muito feliz.
No final, aproveitei para um duche relaxante com esfoliação de rosto e corpo e terminou com um óleo hidratante e relaxante também.
Fiz máscara de rosto e arranjei pés e mãos.
Foi mais um dia bom.
Foi mais um dia para recordar, um dia inteiramente de mimos e como eu preciso desses dias..
LOve u all


quinta-feira, 31 de março de 2016

All I want..


Não houve raspanete, não tenho diabetes nem tensão alta, nem peso a mais, a enfermeira como de costume ficou contente por ver o ponteiro ir para a direita e o médico não achou que eu tivesse engordado mais do que devia.
Ouvi o coração da baby enquanto ela dava valentes pontapés no médico como que a pedir para ele a deixar em paz.
Saímos do C.Saude e fomos os dois almoçar (eu e o love)
Tive a mesma sensação de plena felicidade que sempre me preencheu na gravidez do baby e já não queria saber dos 61,5kgs que a balança acusou, a baby estava bem. as análises estavam bem e eu ia comer uma pasta italiana gratinada que na verdade me soube muito bem.
Voltamos a correr para a consulta da minha médica particular que confirmou estar tudo bem e quando voltamos a ver a baby no ecografo ela tinha o polgar para cima como que dizer que estava tudo fixe por ali.
Estava tudo fixe.
Ficamos bem também, percebi que é isso que me faz feliz: saber que está tudo bem, ver a baby, dedicar-me apenas a pensar nesta fase maravilhosa, já não queria saber de nada, apetecia-me ir comprar mil e um vestidinhos, tratar do quarto dela e das malas e pensar no coraçãozinho dela a bater, no polegar empinado a boquinha perfeita a abrir e a fechar , as mãozinhas a esfregar os olhos,os pontapés que deu aos médicos por a estarem a incomodar, queria ficar presa a esses maravilhosos momentos para sempre, dedicar-me a planear como será depois disso, o que lhe vou vestir o que vou eu vestir, pensar no verão que temos pela frente.
Percebi que tudo isto me faz bem e é o que importa no momento.
E quando dormir menos bem, quando os dias estiverem apenas  frios e cinzentos, e  eu só souber reclamar de tudo inclusivé de como estou gorda e gigante, vou tentar lembrar-me apenas e só deste fantástico dia de primavera que foi o dia de ontem.
Porque é apenas disto que eu preciso DIAS BONS.
LOve u all

terça-feira, 29 de março de 2016

se eu medisse 1,86m

Procuro inspiração, boas energias, entusiasmo, tranquilidade, descanso, sol, dias bons.
A primavera que parecia estar a chegar, trouxe dias cinzentos, de chuva ,de frio, voltamos para trás em vez de seguirmos para o calor...
Estou cheia de vontade de ser uma grávida dos dias quentes e de pouca roupa, estou farta do preto do cinza das camisolas e casacos mil...
Na verdade não sou nada de me queixar dessas coisas e estou farta de me queixar...
Comigo estava sempre tudo bem.
Bem parece que isso mudou, agora queixo-me porque não durmo ou porque esta frio ou porque estou farta destas roupas de inverno ou porque a ginástica nunca mais começa..
Estou uma chata...
Hoje queria apenas dedicar-me à decoração do quarto da baby, organizar o meu closet, o closet dela, pintar portas e reciclar alguns moveis para o quarto, precisava de ver as coisas a acontecer porque apesar de estar tudo a passar demasiado rápido há coisas que me parecem não sair do lugar...
Estou na primeira semana dos 7 meses e ainda não tenho quase nada pronto e sinto-me com vontade de me dedicar SÓ a isso..
Amanhã tenho 2 consultas, logo as 2 depois da páscoa, depois dos doces e das comidas de engorda..
Vou levar raspanete, já sei que vou..
Na sexta feira passada deu-me para subir à balança lá de casa e ela marcava 59kgs.
A do consultório tem sempre algumas casas a mais à direita...
Queria não me importar com isso também, queria que isso não me fizesse reclamar porque já reclamo que chegue, queria deitar tudo para trás das costas e apenas desfrutar, desestressar, relaxar e mandar tudo à fava..
Tenho planos apenas para mim e para o love para este fim de semana, relaxar..relaxar...
Preciso  dias bons , de boas energias, de entusiasmo,tranquilidade e descanso, sol,de inspiração
e estas fotos não me dão nenhuma dessas coisas, principalmente porque não meço 1,86m.

                   (foto: instagram Chontel Duncan)

Se eu medisse 1,86 de altura seria muito mais elegante de certeza...
LOve u all


quarta-feira, 23 de março de 2016

do outro lado do espelho...

Tenho dormido mal, acordo muitas vezes e sonho muito.
Ando cansada, ontem com o sol bom e quentinho que estava só me apetecia deitar tudo para trás das costas e ir passear, aproveitar, sim aproveitar, porque tenho aproveitado pouco...
Então aproveitei a hora do almoço para caminhar ao sol, num momento só nosso, meu e da baby...
Fiquei a ver o sol e o céu e a minha barriga, como se a estivesse a contemplar dali, como se a estivesse a acariciar realmente num momento só nosso...
Na correria dos dias, ás vezes faltam-me momentos destes, momentos daquela magia que é ficar só a ver a barriga a mexer, parar , registar, tirar todo o partido disso, toda o romantismo desse momento único de sentir um bebé cá dentro..
Acho que por vezes o meu mau humor se deve à correria do dia a dia, à impossibilidade de poder dedicar-me só ao sonho, à contemplação, a parar e ficar ali..
Talvez por isso, nos dias de pior humor, em vez de esquecer tudo e dedicar-me à magia que estou a viver de novo, acabo ainda por cima  por acrescentar mais stress, a achar-me gorda, gigante, e a por defeitos em tudo, em vez de pensar que já só faltam 3 meses e não devia desperdiça-los com parvoíces...

Podia aproveitar "o outro lado do espelho" para descobrir o mundo do sonho e da magia, como um refugio, e não apenas o lado em que serei sempre e apenas gigante...

LOve u all


(foto: us a caminho dos 7 meses)





segunda-feira, 21 de março de 2016

Dia não

Ontem entrou a primavera..
O fim de semana foi otimo, há muito que não era tão preenchido e cheio de good vibes..
Estive sempre bem disposta e animada, quero pensar que a primavera voltou a ter esse efeito em mim, porque sempre teve, aliás, até determinada altura ...  até aquele fatidico ano que tento a todo o custo esquecer...já lá vai e já falei aqui muito nisso, não vou voltar a falar.
Nesta foto a Gisele está grávida, sim, grávida, alguém diz?
Por vezes tento provar a mim mesma que a roupa faz a diferença e estou completamente convencida disso, tenho registo disso, mas não me apetece andar sempre de preto para ficar mais elegante, principalmente agora, que vem o bom tempo..
Ontem senti-me gigante, como me tenho sentido ultimamente, do baby nunca me senti gigante, do baby sentia-me linda e maravilhosa e passo a vida a perguntar-me porquê que agora nem sempre me sinto assim...
 sei que não posso fazer os meus jejuns, mas ninguém me manda comer bolo e outras porcarias...
Ás vezes não sei como consigo deixar as coisas sair do meu controle, ás vezes sou levada pelo deixa andar e como... e como... e depois arrependo-me.
Na semana passada perguntaram-me "ahhh agora está muito maior a sua barriga, engordou muito ultimamente"?
Apeteceu-me responder:" meta-se na sua vida .." ou então como a Lori no livro pele e osso " vão se fo###D%%%er"!
Mas respondi que não fazia ideia, ao que retorquiram: "deve ser de estar de vermelho então.."
Então hoje voltei ao preto.
Já constatei que fico menor de preto, que no preto me escondo e me sinto mais eu e menos gigante.

Hoje voltei aos legumes e á água e cortei definitivamente aos doces.
E depois há a ginástica que  nunca mais começa..
E a proxima consulta onde vem raspanete pela certa...e ... e... e...

Hoje não dormi em condições.
Hoje estou em dia não.
 ...espero que passe.

LOve u all



sexta-feira, 18 de março de 2016

os jeans 36


Sinto-me gigante.
Acho que cheguei aquela fase em que já pareço uma bolinha com pernas e braços.
E de Inverno é pior....
Roupa e mais roupa e dias cinzentos e frio e bahhhh..
Estou cheia de vontade que a primavera chegue logo, mas ela não quer chegar.
Esta semana tive consulta na dentista e depois de me sentar na cadeira ela disse:"disseram-me que estava grávida mas quando a vi tão elegante não me pareceu grávida!! Deve estar muito no inicio ...tem assim uma barriguinha como a minha, mas a minha é de comida!!!"
Juro que pensei que estava a gozar comigo.
A minha barriga está gigante e a t shirt que eu levava vestida era larga mas notava-se bem a saliência.
Provavelmente estava a só a ser simpática, mas o certo é que é incrível como de roupa para roupa a diferença é enorme, uns dias pareço estar no fim do tempo e em outros disfarço muito bem, no entanto estou mesmo gigante.
Depois da gastrite virica, deu-me para comer imenso, acho que fui atacada por um outro virus qualquer que só quer que eu coma e coma e este mês de certeza que vou levar raspanete nas consultas.
O melhor desta semana foi tentar enfiar-me nuns skinny jeans 36 de grávida da altura do baby e estes ficarem enormes...
Até podem ser dos modelos, porque os que comprei agora de grávida também são 36  e ficam-me bem, mas gosto de pensar que me ficaram largos porque afinal não estou assim tão grande..
Depois, um 36 é sempre um 36 e estar quase nos 7 meses e ainda caber nuns, não é para todas.
Não acham??
Bom fim de semana
LOve u all


quarta-feira, 9 de março de 2016

Pretty in.....black


Na gravidez do baby fugia do preto a sete pés, acho até que tinha fobia ao preto.
Cada vez que via uma grávida de preto, não havia quem não me ouvisse dizer que detestava, que ficavam com um ar pesaroso, triste e sem graça.
Na verdade se ao preto somarmos uma cara deslavada e de enjoada e um ar de muito sofredor, a coisa não ajuda muito, no entanto há grávidas e grávidas assim como há looks pretos e looks pretos.. 
Na gravidez do baby, a maior parte dos meses, foram entre a primavera e o verão, o que ajuda bastante na escolha dos outfits, assim como ajuda a distanciarmos-nos das cores escuras do Inverno.
E do baby eu era toda COR.
O branco e o rosa choc eram os meus favoritos, gostava de vestir umas skinny jeans brancas com top sem alças também em branco, tudo justo e adorava ver os contornos todos exagerados das minhas curvas, era verão, estava calor, eu estava gigante mas sentia-me LINDA.
É muito diferente uma gravidez de verão e uma de inverno, principalmente porque adoro o verão.
Desta vez, depois de anunciar que estava grávida, ali por volta de novembro quando os dias começam a ficar frios e escuros, a primeira coisa que me atiraram a cara foi :"estavas sempre a criticar as gravidas de preto e olha para ti.."
Pois é...
Não é possivel fugir ao preto no inverno, às cores escuras, ao total black... mesmo grávida.
"Salva-me" o facto de andar sempre maquilhada e ter o cabelo claro, para que não fique com um ar muito pesado.
Ás vezes dou por mim a pensar porquê que desta vez não "fujo" do preto.
Não estou triste, não me acho gigante, nem quero encobrir as minhas curvas, simplesmente de inverno não me apetece muito as cores fortes.
Depois, há sempre um acessório colorido que podemos adicionar para "quebrar" o efeito preto total.
Sempre gostei do preto, sempre achei que com preto não há look que não falhe, nem look que não seja elegante e não consegui fugir dele a sete pés nesta gravidez.
 Afinal, não há mesmo 2 gravidezes iguais, assim como não há 2 pessoas iguais e se uma foi muito colorida a outra está ser mais escura, sem remorços, afinal, Dark é o meu primeiro nome.


(foto: eu #6meses)

LOve u all










sexta-feira, 4 de março de 2016

A fingir que sou a Carolina Patrocinio***

(Foto: Carolina Patrocinio )

Já tive mais 2 consultas no espaço de 2 semanas...
O facto de estar a ser seguida em 3 sitios ao mesmo tempo faz com que tenha muito mais consultas do que da primeira gravidez, mas é melhor assim. 
Por um lado tenho o acompanhamento do centro de saúde, onde faço as consultas de rotina, passam as análises, e posso fazer a ginastica pré e pós parto, por outro, tenho a maternidade, onde vou ter o bebé e faço todas as ecografias e acompanhamento até ao parto, e como uma espécie de "background" tenho a minha médica particular que tranquiliza todos os medos, "desmistifica" aquelas questões mais dificeis e é só a chefe de serviço da maternidade o que dá algum jeito nesta altura.
Na semana passada na consulta a enfermeira enquanto me via subir para balança de vestido justo , curto e preto disse :"É uma grávida muito elegante, só tem barriga!!!"
Sorri, mas quando desci da balança ela disse :"Pesa 60,5kgs"!!!
O sorriso varreu-se de imediato e ela ficou espantada, com o meu espanto.
"Meu Deus, não pode ser!!!"
Achei imenso.
Quando entrei no consultório a Dra, por sua vez atirou :
"Então? Essa barriga, cresce ou não cresce? Assim vestida nem se nota nada!"
Mostrei-lhe que apesar de estar "elegante" como referiu a enfermeira, a minha barriga está grande e nota-se bem...ela sorriu.
Depois de verificar que tudo estava bem comigo e com o bebé achei que lhe devia perguntar se já podia retomar aos exercicios fisicos, se aconselhava e ela deu "carta branca", "Pode e deve, se o seu nivel de exercicio for como o meu que é zero, não aconselho, agora se já fazia exercicio antes, não deve sequer parar"
Precisava desta confirmação para poder voltar sem culpa ás minhas rotinas e precisava que o Love ouvisse para que não achasse que eu estava a exagerar.
E mal pude pus em prática e senti-me tãooooo bemmm!Só uma aulinha, só uma e que bem que me soube, que bem que me fez, que bem que me senti.
Quando já tinha estipulado que iria fazer pelo menos 2 vezes por semana , pimba...ficamos os 3 com uma gatrite virica, parece que há sempre qualquer coisa a impedir..
Mais uma consulta, menos 2 kgs em 2 dias.
Voltei aos 58 depois de muito enjoo, depois de me sentir muito mal.
Estamos a recuperar, aos poucos, mas entretanto deixo-vos o registo do meu regresso aos treinos e ...
qualquer semelhança com a Carolina Patrocinio só pode ser mesmo pura coincidência...

***Faltam-me os músculos!!!

LOve u all

(Foto: eu e a gordinha)




quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

400gr


Andei nervosa estes dias, suspirava e suspirava e não dormia e não dormia.
Tinha eco marcada para esta semana e só rezava para que estivesse tudo bem.
É incrível como desde o inicio passou a ser tão importante, um ser pequenino, minúsculo, com um coraçãozinho palpitante, que ainda não nasceu e já me faz tirar o sono, já me traz preocupações, já tem toda a importância do mundo, mesmo lá dentro, porque já é nosso, já nos pertence, já tem um lugar em cada um de nós.
É arrebatador, único e tão intenso este sentimento, por isso hoje, depois da Dra avaliar se estava tudo bem, corriam-me lágrimas pelos olhos mesmo sem estar a chorar e o meu peito libertou todos os suspiros dos soluços que fui engolindo estes dias.
"Está tudo bem", "Está tudo bem".
Era só o que queria  ouvir e depois seguiu-se:
-"já sabem o sexo do bebé não sabem?"
-"Não, ainda não" , respondi eu aflita e com pressa pelo medo de ainda não ir a tempo de dizer....
-"É UMA MENINA com toda a certeza!"
Então aí ficamos radiantes, todos tinham estes palpite, todos diziam que iria ser menina, ou porque a gravidez está ser diferente da primeira, ou simplesmente porque todos gostaríamos lá no fundo que fosse uma menina e agora é ofical :Vem aí uma rapariga para ser diversão total.
Estamos muito felizes e trouxemos um monte de fotografias para compensar a ausência delas quase a 6 meses de gestação.
A minha gordinha está bem, isso é o que importa, e já pesa 400gr.

LOve u all


sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Garotas de vidro


Tive mais uma consulta esta semana, mais uma para somar as tantas que já tive até aqui.
Em 5 meses e quase meio, e a meio do caminho, ainda não tenho uma ecografia do meu bébé 2, ou porque a impressora de uma vez estava avariada ou porque a médica se esqueceu de me dar no fim da consulta.
Guardo religiosamente a única que tenho e que me deram as 11 semanas, em que ainda era tão pequenino que tiveram muito que ampliar para me poder dar uma foto de perfil.
Espero sinceramente, na próxima consulta, que tudo esteja bem em primeiro lugar e depois se não for pedir muito, uma fotografia do baby2 e ainda poder saber se é menino ou menina, mas em primeiro lugar: ESTAR TUDO BEM, claro!
Nesta consulta, o ponto alto foi novamente ouvir o coração do bebé.
Para quem está ansiosa, como eu estou, sempre a querer saber se está tudo bem, ouvir o coração é música para os meus ouvidos, outra coisa que também gostei de ouvir foi:" Não engordou nada!" 
Sei que ainda não passou um mês desde a última consulta, mas nesta altura é estimado engordar-se 500gr por semana e não engordar nada ,da forma como a enfermeira disse, não foi depreciativo mas o mesmo que dizer: "portou-se bem".
E ando mesmo a portar-me bem. Depois do meu médico me ter atirado a cara os 2 kgs ganhos no último mês, deixei de pensar "oh estou grávida, posso dar-me ao luxo de comer mais um bocadinho" e passei a pensar:" sabe que deve engordar apenas entre 9 e 12 kgs em toda a gravidez?" e se ele o disse, se são palavras do médico, é porque não me devo desviar dessa ideia.
Eu sei cumprir, eu sei o que ele quis dizer com o que disse e por isso não me vou desviar do objectivo proposto: não engordar muito.
Tenho compensado de umas refeições para as outras e já houve 2 dias que apenas comi sopa e fruta ao jantar.
Ele não me vai dizer mais nenhuma vez que engordei mais do que a conta, isso não pode ser conversa para mim.
Os meus maiores objectivos para este verão são: que o parto corra bem, que o bebé esteja bem, que estejamos bem os dois depois disto ,e a seguir a isto é : poder estar magra após o nascimento, porque tenho todos os meses de verão à nossa espera uma vez que o nascimento está previsto para Junho, por isso não me posso dar ao luxo de andar a comer o que não devo senão não consigo perder tudo depois rapidamente.
Então é isto, nada de exageros senão levo com mais uns quilos em cima que me vão ser difíceis de perder..

Encontrei (finalmente) na net o livro "garotas de vidro" que tanto tenho ouvido falar nos vossos blogs e estou a lê-lo neste momento.

P.S.: As fotos foram tiradas de um desfile do Kanye West, marido da Kim Kardashian, estranho da parte dele escolher modelos assim não acham????

P.S2 : Lia como estás?


LOve u all



quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

É tempo de tirar a máscara


Sempre achei que devíamos ter direito a uma hora no final do dia para nos atirarmos para uma grande banheira de espuma, com uma música relaxante e muitas velas acesas, fosse que dia fosse.
Assim para celebrar o fim de um dia de trabalho ou de um dia qualquer, para nos dedicarmos apenas a estar ali, sem pressas, sem pensar em nada, apenas desacelerar, desligar, uma hora, para nos mimarmos.
Já fiz isso, não todos os dias, mas várias vezes, às sextas feiras para descarregar do stress da semana, não ficava por ali, enchia-me de mascaras, cabelos, cara, corpo e gozava aqueles momentos como se fossem o melhor presente de todos.
No meu antigo ginásio, uma vez por mês tínhamos direito a uma hora de sauna, também às sextas.
Eu e uma amiga, fazíamos 2 horas de aeróbica que nos sabia pela vida e depois enchiamos-nos de cremes e revistas e ficávamos ali a derreter e a fingir que éramos autenticas dondocas.
Sabia bem.
Depois vamos encaixando mil e uma coisas no nosso dia a dia e esquecemos-nos daquela hora que nos faz descontrair e sentir que somos especiais por nos podermos dar ao luxo de dedicar 1 ou 2h do nosso agitado dia só para pensar em nós.
Faz-me falta a ginástica, no ginásio ou em casa, faz-me falta aquela hora de descontracção, ainda não consegui desencaixar nada para poder encaixar isso...
O mais aproximado que tive foi um duche mais prolongado, com direito a esfoliante de rosto e hidratação de cabelo, seguido de "besuntamento" total de corpo com creme para que não apareçam as desgraçadas das estrias e tudo rondou uns 45 minutos, num sábado de manhã e a correr. 
Vou procurar por essa hora incansavelmente, tenho de a encaixar em algum lado.
O carnaval já acabou. 
É tempo de tirar a máscara.

LOve u all

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

That´s what I´m talking about!





                                               
Não me acredito que a Alessandra tenha engordado 30kgs de cada gravidez!
Podem dizer por aí, em entrevistas, em sites, em blogs, não me acredito..
Não me acredito que uma manequim profissional como ela se tenha deixado engordar isso tudo, nem existem fotos que me façam crer que sim.
Quando ouvi num reality show a Kardashian dizer que engordou isso na sua segunda gravidez não me questionei, todos percebem porquê.
Quando vi fotos da Kardashian grávida, não me questionei porque os 30 kgs a mais estavam à vista de todos, mas no entanto não os encontro na Alessandra, em nenhuma foto.
E não é por ser fã dela, é porque aquela minha máxima :"se formos realmente magros não há fotos nem roupa que possam dizer o contrário" se aplica na perfeição a todas as fotos dela.
Na gravidez do baby inspirei-me nela, já me inspirei nela muitas outras vezes em outras alturas mas na gravidez do baby eu só queria ser uma grávida assim.
Nesta gravidez também a tenho como inspiração, sei que não devia por a fasquia tão alta mas eu gosto de desafios.
Não tenho a altura da Alessandra, nem os seus personal trainners, nem nutricionistas , nem cirugiões plásticos ou consultores de imagem, tenho-me apenas a mim, à minha força de vontade e inspirações e aspirações.
Não sou manequim, não vivo da imagem, nem acho que isso seja o mais importante mas gosto de me ver ao espelho, quero gostar, quero melhorar, sozinha, sem equipa técnica nem efeitos especiais.
Talvez por isso, por ser uma comum mortal, sem nenhuma equipa de backstage , me dê tanto gozo cada meta alcançada, cada conquista, cada vitória e me faça sentir sempre que "sim eu sou capaz."
(foto: eu na gravidez do baby)

LOve u all






segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

A meio do caminho



Na consulta deste mês, não me preocupei muito em levar o mesmo calçado da última consulta , nem as roupas leves para que a balança não acusasse muito peso, sabia que os ponteiros iam virar à direita, disso não me livrava com toda a certeza.
Depois da enfermeira verificar se estava tudo bem, lá proferiu as palavrinhas mágicas: "suba para a balança".
Não sei porquê mas ela insiste em colocar o peso da sua arcaica balança nos 60kgs e como aquilo não se mexe, trata sempre de perguntar:" quanto pesava da última vez?" como se quem estivesse enganada fosse a balança e não ela e por algum motivo sobrenatural o ponteiro não se estivesse a mexer.
Respondi-lhe que ainda não tinha saído da casa dos 50 e então ela rectificou.
"58kgs"-Disse.
Costumo ficar em choque, mas sabia que as botas compensadas de grosso salto e a camisola de lã mais as calças em pele que levava vestidas, deviam pesar à vontade 1,5kgs e o Love também me tinha adiantado que 1 ou 2 kgs são sempre "variáveis".
No entanto, a enfermeira, não deixou de revirar os olhos quando eu deixei escapar:"tanto??!!" como se eu fosse sempre a mesma a achar que qualquer que fosse o peso, seria sempre: muito peso!(Ela já me tirou a pinta).
Pensei que não seria dia de raspanço porque no mês passado , afinal tinha perdido peso em vez de ganhar, mas uma coisa é a enfermeira (que sabe da minha paranóia) e outra é o médico.
Subimos ao primeiro andar e depois de analisar tudo o médico diz:" aumentou 2kgs este mês, veja lá, o recomendado é aumentar entre 9 a 12kgs no total, por isso tem de CONTROLAR porque senão é mais difícil perder depois"
CONTROLAR é uma palavra que conheço bem Senhor Doutor, não disse, mas pensei para mim.
Controlar é algo que costumo fazer com frequência e a partir desse dia voltou a ser a palavra de ordem do dia: CONTROLAR.
Porém descontrolei-me quando de seguida ouvi de novo o coração do meu bebé, é mágico, capaz de me deixar sempre extasiada e os dias que se seguem a esse momento são dias a caminhar sobre as nuvens, mas adiante.
Na próxima consulta levarei umas sabrinas, as mais leves que tiver e uma roupa bastante leve e acredito que um destes dias eles considerem que a minha teoria de que a roupa interfere, faça sentido.
A contrastar com o raspanete do médico, na news letter desta semana sobre o desenvolvimento do bebé, diz que o recomendável nesta fase  da gravidez é engordar 500gr por semana!!!
Ora se bem sei fazer contas, se eu engordar 500grs em 4 semanas, faz 2 quilos num mês ou seja o que engordei desta vez e acabei de levar um raspanete por isso!!
Teorias.
Quem está certo?
Quem está errado?
Quando contei a minha mãe e restantes familiares o que me tinha dito o médico, ficaram boquiabertos, como era possível ele ser pior do que eu no que toca a dietas!!
Acredito que pensassem até que eu inventei tudo, apenas para seguir com as minhas dietas sem que ninguém me questionasse, mas nunca faria tal, não nesta fase.
O certo é que o peso ideal para a minha altura, sem estar grávida são 65kgs.
Peso 58, grávida de 5 meses.
Já cheguei a meio do caminho, como pode já ter passado tão depressa?!
Segundo o médico, engordei mais que a conta neste mês,  mas  não estou (Deus me livre) como a Kardashian, e espero sinceramente olhar muitas vezes para estas fotos e lembrar-me que é exactamente isto que não quero estar.




Love u all

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Tudo diferente




(fotos:Carolina Patrocinio instagram)


Iniciar uma gravidez no Inverno e iniciar uma quase no começo da primavera quando o tempo já começa a aquecer e a chuva a abrandar é meio caminho andado para que se faça mais exercicio na gravidez.
Na gravidez do baby, por esta altura, já estava farta de fazer caminhadas e exercícios para grávidas ao ponto de até ter ficado em casa com umas valentes dores de costas por exaustão.
O exercício na gravidez é recomendado, porém com algumas limitações.
No final dos primeiros 3 meses, os médicos costumam aconselhar a prática de exercício que fará com que a mãe prepare os músculos e fique mais forte para o parto e também para que ajude no pouco ganho de peso na gravidez, e para que a recuperação no pós parto seja também mais rápida.
Desta vez apenas fiz 1 caminhada á beira mar e foi ontem.
Os dias de chuva intensa não querem passar, o inverno tem sido rigoroso e os exercícios em casa simplesmente não têm acontecido.
Ontem, como esteve um sol radioso foi dia de caminhar à beira mar e senti-me muito bem com isso.
Se por um lado, na gravidez do baby, vivia obcecada com o exercício, com o não ganhar peso e com o estar sempre em forma, desta vez vivo obcecada apenas e só com o bem estar e saúde do meu bébé.
Não há como fugir ao ser tudo diferente desta vez, está a ser uma gravidez totalmente diferente da primeira e se é regra que dizem que na 2ªgravidez somos mais descontraídas, menos preocupadas por já "sabermos como é", a mim essa regra não se aplica, e a única coisa que é igual, é a preocupação constante para que tudo esteja bem, como se de uma primeira vez se tratasse.
Gostava de poder fazer mais caminhadas e exercícios assim que o tempo o permita, sei que faz bem, sei que é terapêutico, que descontrai ,fortalece e que faz parte de mim , estou pronta para isso mas sem grandes exageros.
Afinal nem todas podemos ser a Carolina Patrocinio (mas gostavamos..)que com uma ginástica intensiva, ninguém diz que está grávida e já na reta final da gravidez.
Poder não podemos, nem precisamos de uma dose tão grande de obsessão, não nesta fase, que é a única em uma mulher gosta verdadeiramente da sua barriga.


LOve u all



sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

grávida vs gorda parte 2

Não há como fugir aos quilos.
Não nesta fase.
Posso até tentar que sejam poucos, mas há sempre quilos a acrescentar.
É por uma boa causa, por isso venham eles.
Por esta altura acho que já devo ter aumentado alguma coisa e na próxima consulta o quilo que perdi já se deve ter transformado em 2 ou 3 ganhos..ou então não..
Sinceramente não sei se esse quilo perdido já cá está, porque não tenho ligado muito à balança lá de casa (!!!coisa inédita) mas sei que devo já ter ganho qualquer coisa a mais..
O importante é saber lidar com isso, saber disfarçar aquele ar cheiinho ou que possa fazer criar a dúvida entre estar grávida vs estar gorda (e principalmente sentirmos-nos bem com isso e não deselegantes.)
Mas há sempre essa fase no inicio, a fase em que não parecemos grávidas mas mais redondinhas ou em que dá aquela impressão de "humm há qualquer coisa de diferente, será que engordou??"
Durante essa fase faço por usar coisas largas na parte de cima, que batam na cintura ou até mesmo por dentro, folgadas, sem muito volume e algo mais justo para baixo para que não me sinta ...muito diferente..do habitual.


Passadas essas semanas em que se confunde o estar gorda, ou com um pouco de barriga que não existia e em que a barriga começa a ganhar os contornos que não deixam margem para dúvidas, resta fazê-la saltar cá para fora para dizer "olá mundo estou aqui".


E então, nada mais importa.

LOve u all





quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Sim, vou falar disto.. outra vez!

Antes do natal e depois de ter decidido vou e depois não vou e depois que se lixe vou mesmo, fui...
Ao cabeleireiro!
Tinha longas pontas de verão para "dar um jeito".
Não me apetecia sair daquela zona de conforto que é ter sempre o cabelo comprido, quer ele esteja bonito ou feio ou fino ou seco ou estragado ou a gritar:" um corte por favor, um corte por favor!"
Pelos vistos ele gritava mesmo, apesar de eu não o ouvir (nunca o ouço) porque quando lá cheguei a M. disse logo que estava a precisar urgentemente de CORTAR.
Essas palavras assustam-me.
Eu tenho uma relação estranha com o meu cabelo, muito estranha por sinal, ele dita como me vou sentir, o que me fica bem para vestir e se estou mais gorda ou magra.
É assim uma especie de "espelho meu, espelho meu",mas na versão cabelo o que é ESTRANHO.
Mas dizia eu que a ordem era para CORTAR! E não tinha sido eu a dar a ordem...
Disse apenas que sim com a cabeça e PEDI-LHE para que cortasse só as pontas, como habitual.
Ela entusiasmou-se e foi por ali fora e só parou acima dos ombros.
Fiquei fula da vida, mas na verdade não o demonstrei porque depois de esticado até não me parecia mal...
Vim embora a barafustar pelo caminho e nos dias que se seguiram..
Sou sempre assim, gosto sempre mais do antes, ainda que o antes signifique "pouco saudável, fino ou ressequido".
Nos dias que se seguiram, até hoje, achei que me tinham posto em cima 10kgs, e achei que nada me ficava bem coma aquele cabelo excepto roupas pretas e decotadas (manias).
Eu tenho uma relação estranha com o meu cabelo.
Amo-o e odeio-o e nunca lhe consigo ficar indiferente e quando esta fase passar vou achar que afinal ele estava melhor e mais saudável agora mas mesmo assim vou ser incapaz de voltar a cortar tão cedo.
Alguém entende?
Alguém consegue perceber ?
O corte ficou deste género: long bob muito na moda nesta altura mas não me consigo adaptar nem liso nem ondulado...


 

Fica bem a toda a gente mas acho que não é para mim...
Isto passa.
Mas não tão cedo.
(é muita mudança no meu corpo ultimamente)
LOve u all





terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Ano Novo...Vida Nova

F e l i z    2 0 1 6


Gosto de pensar que temos um ano inteirinho para preencher...
Pensar no recomeço, no inicio, na renovação, na possibilidade de tudo, no Novo...

E começar um novo ano com ideias saudáveis é um dos objectivos para não engordar muito nesta gravidez...
Depois do Natal tive mais uma consulta, pensei que a enfermeira e o médico me iam dar um raspanete porque comi doces no Natal (e não comi salgados)e que a balança iria acusar isso mesmo.
A enfermeira torceu logo a cara e disse :"O quê? Comeu só doces?? Não devia era ter comido nenhum!!!"
Para inicio de conversa, picou-me logo o dedo para ver se acusava diabetes, o que me deixou assustadissíma...não queria isso, não queria que os meus excessos de açúcar prejudicassem o meu organismo e principalmente o meu bébe´..
Comecei por me justificar logo dizendo que os enjoos não me deixam comer nada de jeito mas que os doces eu consigo tolerar e talvez por não comer tanto das outras coisas, possa "induzir" em erro o meu organismo...mas estava realmente assustada com aquilo e as minhas palavras apenas serviam para me acalmar a mim própria..não havia já nada a fazer...

Fiquei a espera...
Depois de uns (eternos) segundos

Ela respondeu : " Vá, comeu doces mas não comeu os suficientes...isto não acusa nada.."
Suspirei de alivio.
De seguida: " Suba para a balança" 
Aquelas 4 palavras levaram-me a suster de novo a respiração....
A balança é daquelas antigas (jurássicas) com peso, mecânicas, e a enfermeira tratou de colocar o peso no 50 e puxou o ponteiro até os 9 !!!
Atirei logo :" Também não exagere só porque comi doces!!!"
Risos
"56 kgs"- disse ela , perdeu 1 kg
Sim, sabia que tinha perdido 1 kg desde a semana anterior mas não pensei que se mantivesse assim depois do Natal.
O médico disse o mesmo:"O peso está a evoluir bem, aliás, em vez de ganhar até perdeu..!!"
Fiquei contente com isto e o bébé está bem e isso é neste momento o mais importante de tudo...
Estou ansiosa por saber se é outro menino ou se me vou dedicar desta vez aos vestidinhos....
Estou ansiosa por sentir o primeiro pontapé...
Mas acima de tudo estou ansiosa para o ver na próxima ecografia, não há nada mais emocionante do que isso...e ouvir o seu coração bater, aquele coraçãozinho tão minúsculo mas com uma força tal, capaz de nos fazer escorrer roda a emoção pelos olhos.
 E capaz também de nos lembrar que a vida é realmente algo de extraordinário, muito extraordinário.

Ano Novo Vida Nova...cá dentro :)

LOve u all